A Rosa de Jerico

Postado por em dez 30, 2013 em Angeologia | 0 comentários

  1. Nativas dos desertos do mundo elas crescem em áreas áridas do Neguev e Deserto do Saara, incluindo locais do Norte de África, Egito, Israel, Iraque, Jordânia, Paquistão, Palestina e Irã. Em outra parte do mundo há relatos que a pequena herbácea brota no Oriente Médio, próximo ao Mar Vermelho e na Cidade de JericóExistem duas delas que são nativas da Ásia Menor, uma a chamada legítima planta de ressurreição a Anastatica Hierochuntica” da família Cruciferae ou flor do doradilla e a outra, (Odontospermum pygmaeum), é nativa da mesma região e possuem propriedades semelhantes.

     

    À Esquerda a Legítima Rosa de Jericó(Anastatica), à direita a sua Variação, a Falsa Rosa de Jericó (Selaginella).
    1. Na antiguidade a Rosa da Ressurreição era usada como instrumento advinhatório. Com ela se prognosticava o tempo, e era considerada como um poderoso amuleto de proteção dos camponeses, de modo que sua aparência determinava a presença de energias negativas ou positivas.

      Sendo considerara um higrômetro, o seu uso como presságio do clima também foi feita por tribos indígenas. O sábio, o xamã ou o seu portador prediziam acertadamente o tempo como um elemento de presságio através da rosa.

      Na Espanha a era utilizada como oráculo pelas parteiras. De acordo como ela se desabrochava isso determinava se haveria complicações ou sucesso no parto, bem como, seria o estado de saúde da criança.

      Em Traité des Superstition”, J. B. Thiere, diz-nos que é muito conhecida pelas terras de Provença por acreditarem que uma mulher grávida colocando esta flor num vaso cheio de água da chuva e se esta desabrochar rapidamente é sinal de parto feliz. Assim como provavelmente simbolizou o útero de Maria, e por isso acredita-se que em sua difícil gravidez foi protegida pela rosa.

Analises relacionadas

  • Os Cabiros ou Cabiroi30 de dezembro de 2013 Os Cabiros ou Cabiroi (0)
    Na ilha de Samotrácia no mar Egeu, onde havia a fama de diversos prodígios. Haviam […]
  • A Rosa da Ressureição30 de dezembro de 2013 A Rosa da Ressureição (0)
    Em um mundo místico, onde a ciência da magia é ainda obscuridade para a maioria dos […]
  • Selaginella Lepidophylla30 de dezembro de 2013 Selaginella Lepidophylla (0)
    Classificação […]

Responder

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>